Ainda não

Para Serra, não há irregularidades que sustentem pedido de impeachment

"Impeachment é quando se constata uma irregularidade que, do ponto de vista legal, pode dar razão a interromper um mandato. E eu acho que essa questão ainda não está posta", disse o senador

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O senador José Serra (PSDB-SP) se juntou ao grupo dos tucanos que não acreditam que há, neste momento, motivos que sustentem um pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Em palestra na Universidade de Harvard (EUA), ele disse que “impeachment não é programa de governo de ninguém” e defendeu que a oposição precisa ter responsabilidade.

“Impeachment é quando se constata uma irregularidade que, do ponto de vista legal, pode dar razão a interromper um mandato. E eu acho que essa questão ainda não está posta”, afirmou Serra no último sábado (18). Isso mostra que o senador vai na linha contrária do presidente da sigla, Aécio Neves, que na última semana disse que o PSDB pedirá o impedimento da presidente Dilma Rousseff caso se comprove a participação dela nas chamadas “pedaladas fiscais”.

Segundo Serra, o clima para o impeachment se deve ao desejo de “três quartos da população” que está insatisfeita. “É óbvio que a crise é toda responsabilidade do governo. Não é a ação da oposição, nem do Ministério Público, nem do Congresso”, continuou.

PUBLICIDADE

O tucano ainda defendeu que a oposição tem que se mobilizar em fazer denúncias, críticas e propostas, como Aécio tem feito. “Não dá para fazer de conta que o Brasil está sem problemas de médio e longo prazo”.