Tentativa

Para auditora PwC assinar balanço da Petrobras, Graça deixou seu cargo à disposição

Segundo Folha de S. Paulo, proposta foi feita em forma de consulta a Marcos Panassol, responsável por assinar os balanços da Petrobras, na reunião da última sexta-feira

SÃO PAULO – A presidente da Petrobras (PETR3;PETR4) é cada dia mais contestada para seguir no comando da estatal. E, até mesmo para os auditores da companhia, Graça Foster já tinha deixado o seu cargo à disposição.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, durante o Conselho de Administração da Petrobras em que foi debatido se a companhia deveria divulgar um balanço com baixas contábeis atribuídas a corrupção ainda incertas, Graça chegou a oferecer o próprio cargo para convencer a PwC a auditar as contas da estatal.

A proposta foi feita em forma de consulta a Marcos Panassol, responsável por assinar os balanços da Petrobras, na reunião da última sexta-feira (12). Contudo, a PwC diz que só vai auditar os resultados da companhia quando a Petrobras estimar o que foi lançado indevidamente como investimento e que foi, na verdade, resultado da corrupção.

PUBLICIDADE

O balanço do terceiro trimestre da companhia deveria ter sido divulgado até dia 14 de novembro, mas foi adiado para dezembro para avaliação das baixas contábeis devido aos escândalos de corrupção. Contudo, a divulgação do resultado foi adiada novamente, o que gera temores acerca da capacidade de captação da companhia no exterior.