Lava Jato

O papel do Google na delação de João Santana e Mônica Moura contra Dilma

Informações das máquinas que acessaram as contas poderão ajudar os investigadores a esclarecer se o que foi dito nas delações se confirma

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Justiça deverá pedir a quebra do sigilo do endereço eletrônico supostamente usado pela ex-presidente Dilma Rousseff para avisar o casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura sobre a evolução da operação Lava Jato.

Conforme conta o jornal Folha de S. Paulo nesta quarta-feira, as informações das máquinas que acessaram as contas, guardadas pelo Google, poderão ajudar os investigadores a esclarecer se o que foi dito nas delações se confirma.

Segundo a reportagem, também há a possibilidade de solução do caso por meio de perícia em computadores do Palácio do Alvorada e da petista, além de outros aparelhos eletrônicos. Mesmo que apagados, dados podem ser recuperados parcialmente nas máquinas.

Aprenda a investir na bolsa