Na esteira das eleições, Copel lidera ganhos semanais do Ibovespa

Ações da companhia se beneficiaram da mudança do ambiente político no Paraná, em movimento esperado por analistas

SÃO PAULO – Uma semana após o primeiro turno das eleições, com 18 estados do País já sabendo quem será seu próximo governador, as ações da Copel (CPLE6) fecharam esta sexta-feira (8) como principal destaque positivo dentre os papéis que compõem o Ibovespa, com uma alta acumulada de 10,48%, encerrando o pregão cotadas a R$ 41,00. No mesmo período, o índice paulista registrou avanço de 0,83%. 

O fato dos ganhos das ações da companhia paranaense aparecem logo após a eleição não é fortuito. A saída de Roberto Requião, do PMDB, para a posse de Beto Richa, do PSDB foi comemorada pelos mercados, uma vez que o PSDB é tido como um partido mais inclinado a privatizações – o estado do Paraná atualmente detém 59% das ações ON da empresa e 31% do capital.

 Já na segunda-feira, os papéis da Copel lideram a ponta compradora do benchmark e fecharam com valorização de 4,42%.

PUBLICIDADE

O movimento já era esperado pela Gradual, que previa variações positivas de empresas que têm maior exposição ao risco político, com a definição dos governos estaduais em diversas localidades do País.

A Itaú Corretora também afirmou que os cenários positivos no Paraná, em São Paulo e em Minas Gerais se confirmaram, possibilitando aos investidores assumirem uma posição menos cautelosa com relação a Copel, Cesp e Cemig (CMIG4).

Outros destaques 
Também se destacaram positivamente no período as ações da Lojas Americanas (LAME4, R$ 17,30, +9,91%), da Cesp (CESP6, R$ 28,21, +8,58%), da Lojas Renner (LREN3, R$ 63,80, +7,75%), da Eletrobras (ELET6, R$ 27,18, +7,01%) e do Santander (SANB11, R$ 24,95, +6,62%).