Morte de ministro da Agricultura é mais um golpe a governo de Shinzo Abe

Pesquisas de opinião mostram que a aprovação do governo atual está no nível mais baixo dos últimos oito meses

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Segundo a imprensa japonesa, a morte do ministro da Agricultura, Toshikatsu Matsuoka, que supostamente cometeu suicídio nesta segunda-feira (28), é mais um golpe ao governo do primeiro-ministro Shinzo Abe. O premiê pode ter de responder às questões levantadas pela morte de seu subordinado.

Pesquisas de opinião mostram que a aprovação à gestão do governo de Abe está no nível mais baixo dos últimos oito meses. Apesar disso, e a despeito de recomendações de integrantes do seu próprio partido, Abe sempre defendeu seu ministro da Agricultura.

Acusações

Matsuoka era acusado de receber doações de um empresário, e havia pedido um reembolso de mais de &yen 28 milhões (R$ 450 mil) por despesas que normalmente são realizadas sem custo em seu gabinete.

Aprenda a investir na bolsa

O primeiro-ministro e o Partido Liberal Democrático (PLD), da situação, foram acusados repetidamente pela oposição de “proteger” Matsuoka neste escândalo.

O ministro da Agricultura foi encontrado pendurado, de pijamas, na sala de seu apartamento, e levado ao hospital da Universidade de Keio, onde morreu.

Substituição do ministro

Durante entrevista à imprensa sobre a morte de Matsuoka, o secretário chefe do gabinete, Yasuhisa Shioza anunciou que, temporariamente, o ministro do meio ambiente, Masatoshi Wakabayashi, irá ocupar a pasta da Agricultura.