Entrou em férias

Ministro entra em férias após divulgação de documento polêmico do Planalto

Na última terça-feira, foi vazado um documento reservado do Palácio do Planalto, com um diagnóstico sobre a comunicação do governo Dilma Rousseff

SÃO PAULO – O ministro-chefe da Comunicação Social da Presidência da República, Thomas Traumann, vai entrar de férias de seis dias a partir desta quarta-feira (18), de acordo com despacho publicado no Diário Oficial da União.

O ministro sai de férias um dia após a divulgação de um documento reservado do Palácio do Planalto, com um diagnóstico sobre a comunicação do governo Dilma Rousseff.

O documento reservado do governo Dilma e que foi divulgado pelos jornais Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo destaca que a comunicação foi “errada e errática”. Além disso, a análise da Secretaria vê um ambiente de “caos político” e lista erros estratégicos após a reeleição.

PUBLICIDADE

“Em qualquer caos político, há sempre um que aponte ‘a culpa é da comunicação’. Desta vez, não há dúvidas de que a comunicação foi errada e errática. Mas a crise é maior do que isso”, afirma o documento.

De acordo com o documento, o governo tem adotado uma comunicação “errática” desde a reeleição da presidente Dilma, afirma que seus apoiadores estão levando uma “goleada” da oposição nas redes sociais e aponta como uma saída para reverter o quadro pós-manifestações de 15 de março o investimento maciço em publicidade oficial em São Paulo, cidade administrada por Fernando Haddad e atualmente, a maior rejeição ao PT.