Ministro diz que Enel é “grande problema” e pode não ter concessão renovada no Rio

Alexandre Silveira, de Minas e Energia, critica qualidade dos serviços da empresa e afirma que renovação do contrato no Rio pode ser "comprometida"

Fábio Matos

Ministro das Minas e Energia, Alexandre Silveira (Foto: Pedro França/Agência Senado)

Publicidade

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira (PSD), colocou em xeque a possível renovação do contrato de concessão com a Enel no estado do Rio de Janeiro, diante de uma série de casos de interrupções no fornecimento de energia.

As declarações de Silveira foram dadas na segunda-feira (1º), mesmo dia em que o ministro também criticou a qualidade dos serviços prestados pela Enel em São Paulo e apresentou pedido à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para a abertura de processo administrativo para averiguar os episódios recentes.

“É claro que, se apurada a possibilidade de a Enel estar descumprindo índices mínimos de qualidade, a sua renovação pode ser, sim, comprometida, em especial a sua renovação no estado do Rio de Janeiro, que é o contrato que vence durante a nossa gestão”, afirmou o ministro.

Oferta Exclusiva para Novos Clientes

Jaqueta XP NFL

Garanta em 3 passos a sua jaqueta e vista a emoção do futebol americano

O contrato da Enel no Rio de Janeiro tem vencimento previsto para dezembro de 2026, último mês de mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Já a concessão da Enel em São Paulo termina apenas em junho de 2028.

As duas concessões representam cerca de 60% do mercado nacional de distribuição de energia. O governo vem discutindo os termos de possíveis acordos de renovação.

“Eu entendo que a Enel é um grande problema na distribuição de energia do país e precisa ser vista e ser tratada através de um processo administrativo por parte da Aneel [Agência Nacional de Energia Elétrica], que seja conduzido de forma extremamente rigorosa para que todo paulistano, em especial da capital e da região metropolitana [de São Paulo], seja tratado com o devido respeito”, disse Silveira, referindo-se ao caso paulista.

Continua depois da publicidade

Alexandre Silveira encaminhou um ofício à Aneel com a abertura de um processo administrativo contra a Enel SP para averiguar “falhas e transgressões da concessionária de distribuição em face de suas obrigações contratuais e regulamentares para a adequada prestação de serviço na sua área de atuação”.

Fábio Matos

Jornalista formado pela Cásper Líbero, é pós-graduado em marketing político e propaganda eleitoral pela USP. Trabalhou no site da ESPN, pelo qual foi à China para cobrir a Olimpíada de Pequim, em 2008. Além do InfoMoney, teve passagens por Metrópoles, O Antagonista, iG e Terra, cobrindo política e economia. Como assessor de imprensa, atuou na Câmara dos Deputados e no Ministério da Cultura. É autor dos livros “Dias: a Vida do Maior Jogador do São Paulo nos Anos 1960” e “20 Jogos Eternos do São Paulo”.