Contra impeachment

Marcha das Margaridas chega à Esplanada dos Ministérios e protesta contra impeachment

De acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), que é a entidade organizadora do evento, 70 mil pessoas participam da marcha

arrow_forwardMais sobre
(Lula Marques/ Agência PT)
Aprenda a investir na bolsa

A Marcha das Margaridas iniciou por volta das 8h30 a caminhada em direção à Esplanada dos Ministérios. A mobilização das trabalhadoras rurais saiu do Estádio Nacional Mané Garrincha e vai seguir até o Congresso Nacional, em um percurso de cerca de 5 quilômetros.

De acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), que é a entidade organizadora do evento, 70 mil pessoas participam da marcha. A Polícia Militar ainda não informou a estimativa de público. A marcha chegou no final da manhã à Esplanada dos Ministérios, gerando confusão no acesso de uma das regiões mais movimentadas de Brasília.  

Neste ano, a 5ª edição da Marcha das Margaridas tem como tema Margaridas seguem em marcha pelo desenvolvimento sustentável com democracia, justiça autonomia, liberdade e igualdade. Além de reivindicações históricas, como agilidade na reforma agrária e igualdade de direitos, as manifestantes também pedem reforma política e até a saída do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ao entoarem nos carros de som: “Marcha mulherada! Sua bandeira na mão empunha. Viemos de todo canto, botar pra fora Eduardo Cunha”.

Aprenda a investir na bolsa

Além das trabalhadoras rurais, a marcha também tem participação de centrais sindicais e outros movimentos sociais. Às 15h, as margaridas encontrarão a presidente Dilma Rousseff, que deve dar uma resposta ao movimento sobre a pauta de reivindicações entregue ao governo no início de julho.

O ato também responde aos pedidos de impeachment de Dilma e diz “repudiar as manobras golpistas”. 

(Com Agência Brasil)