Mantega pede urgência para a aprovação de acordo para amenizar a crise europeia

"Será que os países terão tempo para implementar as medidas sem que haja deterioração do cenário internacional", questionou

SÃO PAULO – O ministro da Fazenda, Guido Mantega, pediu agilidade para que os parlamentares dos países que compõem a Zona do Euro aprovem um acordo para impedir que a crise econômica no continente contamine o resto do mundo.

Apesar de várias medidas terem sido anunciadas para janeiro do próximo ano na Zona do Euro, o ministro brasileiro se disse preocupado em relação à insufiência de tempo. “Será que os países terão tempo para implementar as medidas sem que haja deterioração do cenário internacional”, questionou.

Mantega elogiou a ampliação do EFSF (Fundo Europeu de Estabilização Financeira) em € 1 trilhão e considerou positivas as medidas para melhorar a administração e a transparência das instituições financeiras europeias. Por outro lado, acrescentou que o perdão de metade da dívida pública da Grécia ainda representa um ponto de cautela. “Ainda não está claro se os bancos privados vão aceitar a proposta (de abrir mão de 50% dos títulos gregos que detêm) porque a redução é voluntária”, comentou.