Manobra da oposição permite convocação para Dilma Rousseff depor sobre dossiê

Governistas ausentam-se de comissão de infra-estrutura e permitem aprovação de requerimentos

SÃO PAULO – Bastou um deslize da base governista para a oposição aprovar nova convocação de Dilma Rousseff à comissão de infra-estrutura. A ministra-chefe da Casa Civil terá de depor exclusivamente sobre dossiê.

Parlamentares de oposição ao governo Lula aproveitaram momento em que seus adversários não estavam presentes nos trabalhos da comissão do senado para sacramentar a convocação de Dilma Rousseff, em busca de explicações sobre o suposto dossiê criado por sua pasta com dados sobre gastos pessoais do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, sua esposa e ministros.

Troca de acusações

A oposição acusa o governo de tentar utilizar os dados para intimidar investigações sobre gastos com cartões corporativos, o que é prontamente negado pela titular da Casa Civil, cuja convocação anterior à comissão tinha como motivo explicações sobre o andamento do PAC.

PUBLICIDADE

Líderes governistas reagiram acusando a oposição de promover golpes na comissão e de desvirtuar seus fins, com ameaças de esvaziamento das comissões presididas por oposicionistas no parlamento. Contudo, a oposição diz que meramente utiliza recursos regimentais.