Voltando atrás

Malafaia sinaliza apoio à Marina no 2º turno e diz que Dilma é “oportunista”

Pastor havia criticado duramente a postura de Marina ante as alterações feitas em seu programa de governo, mas agora diz que no 2º turno ele será contra o PT em qualquer ocasião

SÃO PAULO – No fim de semana, as mudanças apresentadas pela candidata do PSB à presidência, Marina Silva, fez com que o pastor Silas Malafaia criticasse duramente a peesebista, afirmando que ela “é a cristã mais falsa que poderia concorrer à presidência”. Porém, apenas um dia depois, o líder da igreja evangélica Assembleia de Deus Vitória em Cristo, disse que apoiaria Marina em um possível segundo turno.

“Apoio Marina no segundo turno. No primeiro turno, estou com Pastor Everaldo. É preciso saber o momento certo de se retratar. Se eu exagerasse e começasse a bater muito na Marina, eu começaria a ajudar a Dilma e o PT. E isso é uma coisa que não faria jamais”, explicou o Pastor. “Posso apoiar Aécio (Neves), Levy (Fidelix) e qualquer outro candidato que concorresse com a presidente”, completou.

Indagado sobre quem ele apoiaria caso as opções fossem Dilma e Luciana Genro, do PSOL , candidata que apoia abertamente e de forma abrangente as causas gays, Malafaia responde de maneira contundente. “Neste caso, eu votaria nulo. Nenhuma das duas teria a capacidade de representar os cristãos no poder”.

PUBLICIDADE

Em entrevista, o pastor ainda revelou que a postura da petista de defender a criminalização da homofobia é digna de vergonha. “Oportunista. Sem vergonha. Dilma só indicou que vai apoiar a agenda gay para pegar as migalhas deixadas por Marina”, concluiu.

Mais cedo, Malafaia falou à Folha de S. Paulo sobre o assunto: “Claro que apoio Marina. Depois que o ativismo gay retirou apoio a ela, vou de cabeça”, afirmou ao jornal. Apesar das críticas no final de semana, o pastor já havia demonstrado a intenção de apoiar Marina. “Ninguém mais do que eu gostaria de apoiar a Marina”, explicou em entrevista, acrescentando que os dados que apontam o crescimento de 11% dos crimes homofóbicos são manipulados.

Sobre as divergências que tem com a candidata do PSB, Malafaia disse que pretende derrubar os pontos, como adoção de crianças por casais homoafetivos, no Congresso. Além disso, o pastor afirmou à Folha que não importa contra quem Dilma dispute o segundo turno, ele será contra o PT.

O líder religioso tinha dito anteriormente que se a presidenciável do PSB não se posicionasse mais claramente sobre a questão LGBT, ele lançaria um vídeo que faria a candidatura de Marina tremer na próxima quarta-feira. “Se a Marina não se retratar, vou divulgar um vídeo, no qual não vou refrescar. O bicho vai pegar”, explicou.

Apesar de agora apoiar a candidata, Malafaia tinha dito que só retomaria o apoio à candidatura de Marina caso ela reconsiderasse as mentiras e falácias apresentadas no seu programa de governo. “É estranho ver uma cristã dar tanto espaço a esse assunto e abordar pouco a violência doméstica contra as mulheres e as crianças. Esse assunto, sim, precisa ser abordado”, concluiu.