Lula sanciona lei que cria 38º ministério do governo: o do Empreendedorismo

Pasta foi criada por MP em setembro, na reforma ministerial feita para acomodar o Centrão, e está sob gestão de Márcio França

Equipe InfoMoney

13.09.2023 - Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, com os ministros André Fufuca (PP-MA) e Silvio Costa Filho (Republicanos-PE), que assumiram Esporte e Portos e Aeroportos, e o ministro do Empreendedorismo, Márcio França (PSB). Foto: Ricardo Stuckert / PR

Publicidade

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionou nesta terça-feira (16) a lei que cria o Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, a 38ª pasta do governo petista.

A pasta foi criada por Medida Provisória (MP) em setembro, na reforma ministerial realizada por Lula para acomodar o Centrão e garantir governabilidade no Congresso Nacional, e está sob gestão do aliado Márcio França (PSB). O texto tinha até hoje para ser sancionado.

A pasta é um desdobramento do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), hoje sob chefia do vice-presidente da República, Geraldo Alckmin (PSB). Segundo o Palácio do Planalto, a nova pasta vai fortalecer políticas, programas e ações voltadas para o apoio e formalização de negócios, arranjos produtivos locais e artesanato, além de estimular o microcrédito e facilitar o acesso a recursos financeiros.

Continua depois da publicidade

Dados do Sebrae apontam que as microempresas e as empresas de pequeno porte somam quase 21 milhões de CNPJs, o equivalente a 99% de todas as empresas brasileiras. O setor responde por 27% do Produto Interno Bruto (PIB) e 54% dos postos de trabalho com carteira assinada do país.

Reforma ministerial

O Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte foi criado para abrigar França na reforma ministerial, após ele ter sido substituído no comando da pasta de Portos e Aeroportos por Silvio Costa Filho. A dança das cadeiras também alçou André Fufuca (PP) para o lugar de Ana Moser no Esporte.

Com o remanejamento de França, o PSB manteve três pastas na Esplanada, mesmo perdendo o Ministério de Portos e Aeroportos. Mas esse número vai diminuir para dois em fevereiro, pois Flávio Dino foi indicado por Lula ao Supremo Tribunal Federal (STF) e será substituído por Ricardo Lewandowski, ministro aposentado da Corte.

Sanções na Saúde e Educação

Também nesta terça, Lula sancionou outras leis, como a que determina a revisão anual do pagamento da tabela do Sistema Único de Saúde (SUS), que está defasada desde 2013; a que cria poupança para que estudantes de baixa renda concluam o ensino médio; e a que estabelece diretrizes para valorização dos profissionais da educação básica.

(Com Estadão Conteúdo e Agência Brasil)

Newsletter

Infomorning

Receba no seu e-mail logo pela manhã as notícias que vão mexer com os mercados, com os seus investimentos e o seu bolso durante o dia

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.