AO VIVO Analista Charlles Nader explica estratégia para ter consistência na Bolsa

Analista Charlles Nader explica estratégia para ter consistência na Bolsa

Lula deverá interferir na escolha da composição da CPI da Petrobras

Após impasse entre PMDB e PT, presidente da República debaterá o assunto com José Sarney e líderes dos dois partidos

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Após dias de discussões entre os partidos PT e PMDB sem chegar a uma definição a respeito de quem ocupará a presidência e a relatoria da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Petrobras, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu interferir no caso.

O presidente da República deverá debater o assunto com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), assim como com os líderes de ambos os partidos envolvidos, Aloizio Mercadante (PT-SP) e Renan Calheiros (PMDB-AL).

Para o ministro de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, a intenção de Lula seria “assuntar sobre a montagem da relatoria e da presidência”. Quando questionado se a intervenção do presidente não seria uma forma de amenizar o impasse, o ministro negou. “Não há necessidade de panos quentes, está-se discutindo apenas quem vai participar”, disse.

Expectativa

De acordo com Múcio, espera-se que os nomes que irão compor a CPI da estatal estejam escolhidos até a próxima quarta-feira (10), quando a comissão deverá ser instalada. “É uma CPI importantíssima. A apenas um ano das eleições, não vamos conseguir fugir de um tom político. Isso é do próprio sentimento da Casa (Senado), seja lá de que lado for”, afirmou o ministro.

Múcio declarou ainda que a oposição não deve ser um empecilho durante a CPI. “Acho que a própria oposição, que fez questão de instalar a CPI, não vai ter interesse em pirotecnia. Algumas coisas vão ser esclarecidas e o esclarecimento interessa também ao governo”, concluiu.