Socialistas e tucanos

Luciana Genro se aproxima de FHC por reforma política e gera revolta no Twitter

Dentro da proposta que deve ser votada no Senado está a regra que veta a participação de partidos com menos de nove parlamentares na Câmara dos Deputados nos debates de televisão

SÃO PAULO – Uma parceria inusitada começou a se desenhar nesta segunda-feira (31). Pelas redes sociais, a ex-candidata à Presidência da República pelo PSOL, Luciana Genro, avisou aos seus seguidores no Twitter que a direção do partido de extrema esquerda estará às 11h (horário de Brasília) no Instituto FHC para falar sobre a proposta de reforma política. Nas eleições de 2014, Luciana foi uma das maiores críticas ao ex-candidato à Presidência pelo PSDB e senador por Minas Gerais, Aécio Neves. 

O motivo desta busca pelo apoio do ex-presidente, Fernando Henrique Cardoso, é que dentro da proposta de reforma política que deverá ser votada no Senado esta semana está a regra que veta a participação de partidos com menos de nove parlamentares na Câmara dos Deputados nos debates de televisão. Em entrevista ao Valor Econômico, Luciana disse que o debate na televisão é o “último reduto de democracia real”. “É o único espaço onde os candidatos estão em uma situação igual, sem diferenças como o tempo de propaganda eleitoral ou recursos. Tirar do debate é excluir a candidatura da disputa eleitoral”, afirmou.

Na Câmara, os socialistas até conseguiram o apoio do PT, mas não conseguiram derrubar a proposta por conta da força do presidente da casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Por isso, apesar das diferenças históricas, o partido concluiu que chegou a hora de melhorar o diálogo com os tucanos para enfrentar o PMDB. 

PUBLICIDADE

Quem não gostou nada da aproximação foram os seguidores de Luciana no Twitter. “O PSDB não é o partido vendido ao sistema financeiro que alimenta as 5 mil famílias rentistas? Vão pedir ajuda ao inimigo?”, disse um usuário da rede social. “PSOL aderindo ao fisiologismo. Já sabe que o próximo governo estará nas mãos do PSDB e tenta se aproximar de FHC”, afirmou outro. “É, Luciana… Eu esperava mais de você e do PSOL. Se reunir com esse tipo desmoraliza qualquer discurso”, disparou um terceiro.