Link não vê vantagem para o Banco do Brasil com aquisição do Besc

Proposta de antecipação de exercício deve pressionar papéis do BB e criar bom momento para compra, diz Unibanco

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – De acordo com a corretora Link, o governador de Santa Catarina, Luiz Henrique, disse que deverá ser assinado na próxima semana o acordo para o Banco do Brasil incorporar o Besc (Banco do Estado de Santa Catarina).

No entanto, a concretização da operação poderá demorar até mais um ano. Segundo a Link, ficou acertado que o Tesouro Nacional irá liberar R$ 270 milhões para o estado de Santa Catarina em outubro e que a União teria que pagar mais R$ 1 bilhão ao longo dos próximos anos.

Analistas receosos

Para os analistas da Link, ainda não está definido quanto os acionistas minoritários do Besc levarão com a transação, pois até o momento as definições foram somente políticas.

Aprenda a investir na bolsa

As notícias ainda dão conta de que a marca própria do Besc e a atual rede de agências da instituição devem ser mantidas, o que, na opinião da corretora, tira qualquer tipo de vantagem que o BB possa ter com a aquisição.

A Link mantém sua preferência por Itaú e Bradesco no setor bancário, enfatizando que as outras instituições não possuem administração comprovada.

Proposta de antecipação

Na última terça-feira (18), o Banco do Brasil anunciou que encaminhou à Assembléia de Acionistas a proposta para antecipação do exercício dos “bônus série C”, possibilitando aos titulares o exercício do direito no período de 01/11/2007 a 30/11/2007.

No entanto, caso aprovada pela Assembléia, a referida proposta de antecipação não extingue o direito de exercício no período originalmente previsto de 31/03/2011 a 30/06/2011.

Ações devem cair

Segundo o Unibanco, geralmente quando alguma companhia tenta antecipar o exercício de um título, o preço das ações tende a cair. Portanto, os analistas avaliam que caso a proposta seja aprovada o investidor deve ficar atento à possibilidade de adquirir os papéis do BB a um preço atrativo.

A avaliação positiva do Banco do Brasil permanece e o Unibanco acredita que o próximo ano será o melhor ano em termos de desempenho operacional da instituição.

PUBLICIDADE

Os analistas reiteram a recomendação de compra para as ações do BB com preço-alvo de R$ 36,00 por ação, representando um potencial de valorização de 29% para o final de 2007.