Eleições

Joaquim Barbosa tem mais influência que Lula em São Paulo, revela Datafolha

Ex-presidente foi superado por Barbosa na capacidade de angariar votos a outros candidatos no maior colégio eleitoral do País

SÃO PAULO – Não foram apenas as notícias de que 61% dos eleitores paulistanos afirmam que não votariam “de jeito nenhum” na presidente Dilma Rousseff ou que Aécio e Campos a derrotariam em um eventual segundo turno em São Paulo que chamaram a atenção dos brasileiros na última pesquisa Datafolha. Segundo o último levantamento, feito entre os dias 3 e 5 de junho, outro a perder surpreendentemente seu poder de influência no maior colégio eleitoral do País foi o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Conhecido como o presidente mais popular do País desde o período de redemocratização, Lula foi superado pelo presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, na capacidade de angariar votos a candidatos no estado de São Paulo. De acordo com os dados do Datafolha, 29% dos eleitores paulistas votariam “com certeza” em quem Barbosa apoiasse, enquanto 24% fariam o mesmo com o petista.

Vale lembrar que o presidente do STF ficou popularmente conhecido pela liderança sobre o julgamento do escândalo do Mensalão, ocorrido durante a gestão de Lula, mas que não se associou a acusações formais ao ex-presidente. No entanto, o ocorrido pode ser um dos principais fatores a limitar ganhos de popularidade do político no estado de São Paulo, onde a oposição formada pelo PSDB tem significativa força.

PUBLICIDADE

A pesquisa também mostrou que 83% dos moradores de São Paulo quer mudanças, mesmo que elas não tenham sido especificadas com clareza. No mesmo estado foi registrado que 54% dos eleitores se sentem envergonhados pela realização desta edição da Copa do Mundo.