Japão pede que Coréia do Norte pare com hostilidades

Governo japonês e sul-coreano criticaram atitude do vizinho comunista de suspender acordos de não confronto com a Coréia do Sul

SÃO PAULO – O governo do Japão, juntamente com a Coréia do Sul, pediu à Coréia do Norte que evite um comportamento hostil e contribua com a estabilidade regional.

Essa é a primeira ação dos dois países asiáticos após o anúncio da Coréia do Norte, há duas semanas, de que anularia todos os acordos de não confronto com o vizinho, em protesto contra o governo de Seul.

Desnuclearização

Em reunião feita na capital da Coréia do Sul, o país anfitrião e o Japão concordaram em continuar colaborando para a desnuclearização do regime comunista.

PUBLICIDADE

O encontro teve a participação do chanceler japonês Hirofumi Nakasone, e do ministro de Assuntos Exteriores sul-coreano, Yu Myung-hwan.