Japão aumenta o limite para a utilização de impostos na construção de estradas

A decisão foi feita mesmo após a aprovação de uma política que iria liberar o dinheiro arrecadado com impostos específicos

SÃO PAULO – Aliados ao governo japonês conseguiram, nesta terça-feira, aprovar a proposta de aumentar o limite do uso de impostos específicos para investir na construção de estradas no país em mais dez anos. Entre esse tributos, está o cobrado sobre os combustíveis.

O resultado, na Câmara Baixa do país, aconteceu horas após a decisão do Gabinete, de elaborar uma política para garantir que os impostos fossem utilizados para outros fins, e não somente em estradas.

Rejeição

Na última segunda-feira (12), a proposta havia sido rejeitada pela Câmara Alta, cuja maioria dos membros são da oposição.

PUBLICIDADE

Para eles, o governo continuará investindo na construção e manutenção de estradas mesmo que o dinheiro arrecadado com esses impostos sejam utilizados em outros setores, como a saúde.

Até o fim desta semana, o governo japonês pretende se reunir com membros da oposição para discutir essa questão.

Recentemente, a cobrança desses impostos gerou grandes críticas devido a revelações de que o dinheiro destinado às estradas estava sendo usado na compra de máquinas de karaokê e viagens.