Internet: 25% dos eleitores brasileiros têm acesso à web

Rede proíbe propaganda de candidatos em provedores de acesso. Fraudadores já utilizam a internet para enganar eleitores do País

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Segundo dados do Ibope, apenas 32 milhões do total de eleitores brasileiros (126 milhões) têm acesso à internet, o que representa 25% das pessoas votantes.
A legislação proíbe propagandas de candidatos em páginas de provedores de acesso à rede, mas os anúncios e banners não precisam se limitar aos sites oficiais. Os candidatos podem participar de debates políticos em salas de bate-papo.
Debates

Para o pesquisador da Universidade de Campinas, Mauro Malin, a internet é conhecida pelo formato inovador, mas ainda segue padrões antigos quando o assunto é política. A rede informa sobre a agenda do candidato e não aborda discussões de grandes temas.
Ainda segundo Malin, a web desempenharia um papel importante se os políticos se vissem obrigados a responder as dúvidas dos internautas. “Nessa eleição, tenho certeza que nenhum partido vai lançar uma discussão séria na internet. Não vai abrir espaço para contestações. A campanha eleitoral continua muito ruim em todas as mídias”, disse Malin.
Novo espaço

A idéia de que a internet se assemelha às outras mídias quanto aos debates não é aceita pelo consultor José Murilo Junior. Para ele, a discussão política não se restringe às paginas dos partidos e candidatos, mas ganhou espaço com os blogs.
Segundo Junior, os blogs são espaço para manifestação da militância mais básica, onde qualquer pessoa tem a possibilidade de publicar intenções sobre os candidatos. “É um novo espaço de troca de informações”, disse o consultor.
Fraudes

Aprenda a investir na bolsa

Não são somente debates e propagandas eleitorais que acontecem na rede. Os eleitores brasileiros são alvos de fraudes pela internet. A empresa de segurança na web Websense Security Labs recebeu denúncias de um ataque de phishing direcionado aos votantes do país.
Na fraude, o usuário recebe uma mensagem em que é avisado que sua entrada na lista de eleitores foi cancelada. Para recuperar o direito de voto, o usuário deve clicar num link com um regulamento, o qual leva a um download de um Cavalo de Tróia, que instala códigos maliciosos no computador.