Cautelosa

Indagada sobre possível vitória no primeiro turno, Dilma diz que não pensa nessa hipótese

Acompanhada de Tarso Genro, a presidente evitou dizer quem prefere enfrentar em um eventual segundo turno. "Seria desrespeitoso", afirmou.

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Mesmo com as últimas pesquisas apontando uma vantagem expressiva frente aos seus principais adversários na eleição presidencial, Dilma Rousseff, do PT, afirmou que não trabalha com a possibilidade de vencer no primeiro turno. A presidente estava acompanhada de Tarso Genro, candidato ao governo do Rio Grande do Sul pelo PT e pai da adversária de Dilma, Luciana Genro.

“Não trabalho com essa hipótese. Desde o início, tenho trabalhado com a hipótese de uma eleição em dois turnos”, contestou a presidente, que evitou dizer quem prefere enfrentar em um eventual segundo turno.

“Quem decide é o povo. Não vou falar em preferência. Seria desrespeitoso”, pontuou a petista, que pediu aos eleitores que votassem com consciência e que depois do segundo turno será a hora de todos se unirem pelo bem do país. “O voto torna todos iguais perante a urna. O resultado é sagrado”, concluiu.

Aprenda a investir na bolsa