XP Connection

“Ilan Goldfajn não poderia pensar em um cenário melhor para cortar os juros”, diz XP

Expectativa é de que corte de juros na próxima reunião - e, mesmo se houver corte, BC pode continuar com posição hawkish

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – “Ilan Goldfajn não poderia pensar em um cenário melhor para cortar os juros”. Esta foi a avaliação do economista da XP Investimentos, Gustavo Cruz, durante o programa XP Connection desta quarta-feira (5). A XP espera que haja um corte de 0,25 ponto percentual na Selic, atualmente em 14,25% ao ano, já na próxima reunião do dia 19, podendo apertar o passo em novembro, com um corte de 0,5 ponto percentual. 

Cruz reforça que o presidente do Banco Central mostra bastante força no governo ao fazer a comunicação com os parlamentares em busca do ajuste fiscal, o que pode ajudar a cortar os juros. “Existe a pressão para cortar a Selic em breve em meio aos juros muito altos. Mas Ilan está tendo uma estratégia muito boa ao apontar que pode pensar em cortar os juros, que a inflação está se estabilizando, mas que a parte fiscal tem que ser resolvida e que o Congresso tem que fazer a sua parte”, aponta ele. O economista ainda destaca que a posição atual do BC é benéfica, uma vez que o mercado segue dividido sobre um corte de 0,25 ou 0,5 p.p. na próxima reunião. Ou seja, mesmo se houver corte de juros na próxima reunião, se for de 0,25 ponto percentual, a autoridade monetária continuará com uma posição considerada “hawkish” (dura) sobre a inflação.

Além da análise sobre o BC, o XP Connection também trouxe um panorama sobre as eleições municipais, com um raio-X do resultado, o declínio do PT, as implicações para 2018 e outros destaques.

PUBLICIDADE

Confira o programa: