Novo dia de alta

Ibovespa subirá de novo com Lula alvo da Lava Jato diz analista; estatais terão nova alta

Enquanto isso, as exportadoras devem sofrer novamente, com a queda do dólar

SÃO PAULO – O Ibovespa ainda tem mais espaço para subir após a disparada da véspera, depois do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter sido alvo de condução coercitiva na fase Aletheia da Operação Lava Jato. Esta é a análise de Flávio Conde, analista da consultoria de investimento WhatsCall, que destaca que essa nova fase coloca o impeachment mais perto da presidente Dilma Rousseff. 

Com isso, após a disparada de mais de 5% da véspera, o benchmark da Bolsa deve subir novamente, com destaque para as ações de estatais, como Petrobras (PETR3;PETR4), Eletrobras (ELET6) e Banco do Brasil (BBAS3), enquanto as ações de companhias exportadoras devem ter um novo dia de baixa, caso de Suzano (SUZB5), Fibria (FIBR3) e Embraer (EMBR3). 

Os mercados ainda não abriram por aqui, mas dá para ter uma ideia de como começará o dia. Após disparar 7,37% na véspera, o ETF (Exchange Traded Fund) EWZ, que representa os papéis com maior peso no Ibovespa, registram alta de 2,02% no pré-market da Bolsa de Nova York.  

PUBLICIDADE

Lula foi alvo de mandado de busca e apreensão e de condução coercitiva (quando o investigado é levado para depor). Há mandado de condução coercitiva sendo cumprido em Atibaia e de busca e apreensão no Guarujá. 

O Ibovespa tem alta em meio a esses acontecimentos políticos por conta da percepção de que, com Lula e a presidente Dilma Rousseff mais fragilizados, a presidente tem mais chances de deixar a presidência, o que levaria a uma mudança política.  

Leia também:

Carteira InfoMoney tem 4 novas ações para março; confira

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa