Haddad diz que Lula validou desenho do programa Desenrola, mas lançamento deve ocorrer após desenvolvimento de sistema

Programa contará com um fundo garantidor de cerca de R$ 10 bilhões, a ser considerado para pessoas com renda mensal de até dois salários mínimos

Marcos Mortari

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), em reunião no Palácio do Planalto (Foto: Ricardo Stuckert/PR)

Publicidade

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), afirmou, nesta segunda-feira (6), que “validou” com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) o “desenho” do Desenrola, o programa de renegociação de dívidas que o governo federal quer tirar do papel.

Em uma breve conversa com jornalistas, Haddad disse que Lula autorizou a Fazenda a contratar o desenvolvimento de um sistema para a implementação do programa junto às instituições privadas. O anúncio oficial, no entanto, ocorrerá somente após uma previsão para a conclusão desta etapa.

“Hoje nós validamos com o presidente o desenho do projeto Desenrola. E ele autorizou a contratação do desenvolvimento do sistema. É um sistema complexo, porque envolve credores privados”, afirmou o ministro.

Continua depois da publicidade

Segundo ele, o programa contará com um fundo garantidor criado pelo governo federal na faixa de R$ 10 bilhões, a ser considerado para pessoas com renda mensal de até dois salários mínimos. O ministro estimou que o programa deve abarcar R$ 50 bilhões em dívidas de 37 milhões de CPFs negativados.

O ministro disse que todos os brasileiros com dívidas poderão se beneficiar do programa, mas as garantias do fundo público serão restritas à faixa com renda até dois salários.

“O modelo foi validado, o desenvolvimento do sistema vai ser contratado e nós vamos lançar o programa quando o sistema estiver pronto”, afirmou. Os credores poderão entrar no programa quanto maior for o desconto oferecido aos devedores.

“O secretário Marcos Barbosa Pinto ficou encarregado de tocar o programa. Ele saiu até antecipadamente da reunião para tratar disso e para dar uma previsão de quando o sistema ficará pronto”, disse Haddad.

Newsletter

Infomorning

Receba no seu e-mail logo pela manhã as notícias que vão mexer com os mercados, com os seus investimentos e o seu bolso durante o dia

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Marcos Mortari

Responsável pela cobertura de política do InfoMoney, coordena o levantamento Barômetro do Poder, apresenta o programa Conexão Brasília e o podcast Frequência Política.