Reforma no radar

Governo detalha impacto da proposta da Previdência e projeta economia de R$ 1,236 trilhão em 10 anos

O impacto de mudanças na aposentadoria rural será de R$ 92,4 bilhões e a urbana, R$ 743,9 bilhões, em 10 anos.  

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O Ministério da Economia apresenta nesta quinta-feira (25) os dados detalhados que embasaram a Reforma da Previdência. Com as revisões, a perspectiva é de economia com a reforma de R$ 1,2365 trilhão em 10 anos, um aumento de cerca de R$ 100 bilhões em relação ao apresentado anteriormente. Isso ocorre  por causa da regra de pontos (idade mais tempo de contribuição), cujo somatório começará a subir a partir de 2020.

O impacto de mudanças na aposentadoria rural será de R$ 92,4 bilhões e a urbana, R$ 743,9 bilhões, em 10 anos.

A economia com as mudanças nas regras de acesso ao BPC, o benefício de assistência social aos idosos miseráveis, é de R$ 34,8 bilhões em uma década. As mudanças no BPC são as mais polêmicas e com grande rejeição no Congresso.

PUBLICIDADE

O maior impacto se dá com as mudanças na aposentadoria por idade, que responde por R$ 66,4 bilhões da economia. Pela proposta, a idade mínima para os trabalhadores rurais se aposentarem passa de 55 anos para mulheres para 60 anos e é mantida em 60 anos para homens, enquanto o tempo de contribuição mínimo sobe de 15 para 20 anos.

Outros R$ 26,1 bilhões serão economizados em 10 anos com as mudanças nas pensões por morte nos segurados rurais. A economia do setor será de R$ 1 bilhão já no ano que vem, R$ 2,1 bilhões em 2021 e R$ 3,4 bilhões em 2022, chegando a R$ 20,7 bilhões em 2029.

(Com Agência Brasil e Agência Estado)

Insira seu e-mail abaixo e receba com exclusividade o Barômetro do Poder, um estudo mensal do InfoMoney com avaliações e projeções das principais casas de análise política do país: