Justificativas

Governo corre para reverter “gol contra” de Temer e reafirma que política da Petrobras será preservada

"Continuaremos a preservar a política de preços da Petrobras", aponta nota do Palácio do Planalto

SÃO PAULO – O Palácio do Planalto divulgou nota na manhã desta quarta-feira (30) reiterando que o governo irá preservar a política de preços da Petrobras, em resposta as dúvidas deixadas pelo presidente Michel Temer após afirmar que irá reexaminar o mecanismo de ajuste utilizado pela estatal.

“As medidas anunciadas pelo governo para garantir a previsibilidade do preço do óleo diesel, que teve seu valor reduzido ao consumidor, preservaram, como continuaremos a preservar, a política de preços da Petrobras”, conforme nota publicada pela Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República.

As dúvidas do mercado sobre a autonomia da estatal ganharam força após Temer afirmar que vai reexaminar a política de preços da estatal: “a Petrobras se recuperou ao longo desses dois anos. Estava em uma situação economicamente desastrosa há muito tempo, mas nós não queremos alterar a política da Petrobras. Nós podemos reexaminá-la, mas com muito cuidado”, assim afirmou o presidente.

PUBLICIDADE

Segundo fontes ouvidas pela agência de notícias Reuters, a questão da previsibilidade dos preços, que hoje são reajustados quase diariamente em vista da variação do petróleo no mercado internacional e do câmbio, deverá ser tratada em breve, tema que pode causar novos ruídos sobre à autonomia da Petrobras quanto sua política de preços. De acordo com a agência, o governo já está em conversas com a estatal para rever este assunto.