Governo brasileiro quer que dekasseguis fiquem no Japão

Segundo diretor consular, governo está adotando medidas para minimizar os efeitos da crise para essas pessoas, a fim de que possam ficar no país asiático

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O desejo do governo do Brasil é que os brasileiros que foram ao Japão para trabalhar permaneçam no país asiático. Isso foi o que informou o diretor do Departamento Consular de Brasileiros no Exterior, o embaixador Eduardo Ricardo Gradilone Neto.

Ele também afirmou que o governo tomou medidas para atenuar os efeitos da crise nessas pessoas, como a possibilidade de sacar o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), para aqueles que têm conta inativa, de acordo com a Agência Câmara.

Sem privilégios

Durante audiência pública promovida pela Comissão de relações Exteriores e de Defesa Nacional, Gradilone explicou que o governo não está concedendo ajuda diferente da que é dada aos brasileiros que trabalham aqui. Para receber o seguro-desemprego, por exemplo, o dekassegui precisa ter contribuído com os encargos sociais, porém, poucos são os que pagam.

Aprenda a investir na bolsa

“Nessa crise estamos vendo que menos brasileiros do que gostaríamos contribuem com todas as prestações: Previdência Social, seguro médico, Imposto de Renda. Às vezes o brasileiro prefere arriscar a não fazer as contribuições pensando que vai voltar ao Brasil e não vai poder aproveitá-las”, disse.