França pede a comissão da UE que encerre negociações de acordo comercial com Mercosul

Itamaraty disse que governo brasileiro não vai comentar oficialmente as declarações do presidente francês

Equipe InfoMoney

Nova Delhi, Índia, 10.09.2023 - Presidente Lula se reúne com o Presidente da República Francesa, Emmanuel Macron, no Bharat Mandapam. Nova Delhi – Índia. Foto: Ricardo Stuckert/PR

Publicidade

O presidente da França, Emmanuel Macron, disse nesta segunda-feira (29) ter insistido à Comissão Europeia que é impossível concluir as negociações do acordo comercial com o Mercosul e que entende que a União Europeia (UE) instruiu os negociadores a encerrarem as negociações no Brasil.

Procurado, o Itamaraty disse que governo brasileiro não vai comentar oficialmente as declarações do presidente francês. Uma fonte diplomática ressaltou à Reuters que as negociações não são feitas com países ou presidentes individuais, mas sim entre o Mercosul e a Comissão Europeia (o braço executivo da UE).

O comunicado do gabinete francês ocorre no momento em que agricultores realizam grandes protestos no país, irritados com o aumento dos custos e com as importações baratas, na esteira de movimentos semelhantes em outros países europeus, como Alemanha e Polônia.

Continua depois da publicidade

Os agricultores da França são contra as negociações em andamento e alegam que um acordo comercial entre a UE e os países do Mercosul permitiria a importação de alimentos baratos que não atendem aos rígidos padrões do bloco europeu.

“Macron reiterou com muita firmeza à comissão o fato de que é impossível concluir as negociações nessas condições”, disse um assessor presidencial francês a repórteres em uma reunião antes da cúpula da UE, que ocorrerá na quinta-feira (31). Ele acrescentou que a UE entendeu que é impossível chegar a um acordo nesse contexto e que as negociações dos europeus com os países do Mercosul haviam sido interrompidas.

“A Comissão Europeia entendeu que é impossível chegar a um acordo nesse contexto. Acho que ela viu a situação na França, na Alemanha, na Polônia, na Holanda, em toda a Europa”, disse o assessor francês. “Entendemos que a Comissão instruiu seus negociadores a encerrar a sessão de negociação em andamento no Brasil e, em particular, a cancelar a visita do vice-presidente da Comissão, que estava prevista para haver uma conclusão”.

Negociação UE-Mercosul
Os negociadores comerciais da UE e do Mercosul se reuniram em Brasília por dois dias na semana passada, mas relataram “progresso limitado”, de acordo com um diplomata envolvido nas negociações. Ele se mostrou cético quanto à possibilidade de o acordo ser concluído antes da reunião ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC), em fevereiro, como alguns esperavam. “As negociações estão avançando lentamente, mas na direção certa. Mas levará mais tempo”, disse outro diplomata à agência de notícias.

(Com Reuters)

Newsletter

Infomorning

Receba no seu e-mail logo pela manhã as notícias que vão mexer com os mercados, com os seus investimentos e o seu bolso durante o dia

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.