Do contra

FHC sobre impeachment de Dilma: “não adianta nada tirar a presidente”

FHC afirmou que advertiu Lula e Dilma quando viajaram juntos à África do Sul para o velório do ex-presidente Nelson Mandela, mas que "ninguém quis agir quando avisei"

SÃO PAULO – Após o panelaço de ontem e na “preparação” para as manifestações em favor do impeachment de Dilma Rousseff (PT), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) voltou a se manifestar contra a saída da atual presidente. “Não adianta nada tirar a presidente”, afirmou FHC nesta segunda-feira durante seminário no Instituto que leva seu nome (IFHC), na capital paulista. As informações são do jornal Valor Econômico.

O ex-presidente disse que o bloco de poder criado por Lula se desmoronou com a existência de 40 ministérios e aproximadamente 20 partidos no entorno da base aliada. “Se exauriu o modelo de presidencialismo de coalização, que na verdade era um presidencialismo de cooptação. O sistema político está esgotado”, argumentou.

FHC ainda afirmou que advertiu Lula e Dilma quando viajaram juntos à África do Sul para o velório do ex-presidente Nelson Mandela, mas que “ninguém quis agir quando avisei”. O tucano também acusou os adversários de flexibilizar a disciplina em torno do tripé macroeconômico a ponto de descaracterizá-lo. Segundo ele, a saída para crise política e econômica passa pela formação de um novo bloco que incluía participação da sociedade no debate.

PUBLICIDADE