EUA pressionam Japão a ampliar sanções ao Irã devido ao programa nuclear

Jornal diz que sanções podem incluir interrupção de investimentos nas indústrias de energia iranianas

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O governo norte-americano tem pressionado o Japão a impor mais sanções ao Irã e se aproximar da União Europeia contra o programa nuclear de Teerã. Segundo informações do jornal Yomiuri Shimbun, as sanções adicionais incluem banir novos investimentos nas indústrias energéticas iranianas.

Os Estados Unidos, no entanto, não teriam feito um pedido muito veemente para o Japão restringir importações de petróleo do Irã.

No início do mês, os EUA enviaram seu coordenador de sanções ao Irã e Coreia do Norte, Robert Einhorn, ao Japão para discutir as retaliações com representantes do governo japonês.

Aprenda a investir na bolsa

Petróleo
Uma fonte disse que Washington não pedirá que o Japão interrompa a importação de petróleo do Irã porque também não pediu à União Europeia que o fizesse.

As sanções da União Europeia incluem boicotes a investimentos e transferência de tecnologias relacionadas ao refinamento de petróleo e produção de gás natural liquefeito, além de um congelamento em alguns ativos de propriedade de instituições financeiras iranianas.

No início do mês, o Japão decidiu impor sanções ao Irã em linha com a resolução do conselho de segurança da ONU (Organização das Nações Unidas). O ministro do Exterior, Katsuya Okada, já expressou sua intenção em decidir sobre qualquer sanção adicional até o final deste mês.