Em votação rápida, Senado dos EUA confirma Geithner como secretário de Tesouro

Após aval de seu Comitê de Finanças, alta cúpula do Senado confirma a nomeação de Obama, por 60 votos a favor e 34 contra

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Após o aval de seu Comitê de Finanças, o Senado norte-americano aprovou na noite desta segunda-feira (26) a nomeação de Timothy Geithner para o posto de secretário de Tesouro dos Estados Unidos.

Geithner é a indicação do novo presidente Barack Obama para substituir Henry Paulson à frente do Departamento de Tesouro. A confirmação vem após a resistência de alguns membros do partido republicano, que haviam se manifestado contrários a Geithner.

A expectativa é de que, após assumir o cargo, Geithner apresse os trâmites do novo pacote de estímulo, que pode ser maior do que o previsto inicialmente. Em entrevista esta manhã, o vice-presidente Joseph Biden afirmou que, assim que confirmado, Geithner irá relatar a Obama se acredita que a segunda parte do Tarp (Troubled Asset Relief Program), liberada neste mês, será suficiente para impulsionar a economia ou não.

60 contra 34

PUBLICIDADE

Todos os fatores já apontavam para a confirmação do nome, haja vista que apenas cinco partidários se manifestaram contra Geithner na votação do Comitê de Finanças, na semana passada, contra 18 votos favoráveis.

A alta cúpula do Senado aprovou a nomeação com o placar de 60 votos a favor versus 34 contra.

Timothy Geithner

Geithner é presidente do Federal Reserve de Nova York desde novembro de 2003, além de membro do Fomc (Federal Open Market Committee), comitê que decide a política monetária dos EUA.

Ele também atuou no Departamento de Tesouro norte-americano em 1988 e por mais cinco administrações passando por vários cargos. Entre 1999 e 2001, atuou como subsecretário do Tesouro para Assuntos Internacionais nas administrações dos secretários Robert Rubin e Lawrence Summers.

Foi diretor do Departamento de Desenvolvimento Político e Revisão do FMI (Fundo Monetário Internacional) de 2001 até 2003. Antes de aderir ao Tesouro, Geithner trabalhou para a Kissinger Associates Inc.