Eleições: sexo feminino ainda é grande minoria na política brasileira, revela TSE

Apenas 14% dos 19 mil relacionados para disputar as eleições de outubro são representados por mulheres

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – De um universo de aproximadamente 19 mil candidatos que vão disputar as eleições de outubro – para presidente, governador, senador, deputado federal, deputado estadual e deputado distrital – apenas 13,95% são do sexo feminino.

Os dados são de um estudo sobre perfil dos candidatos realizado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e revelam que, apesar do último censo realizado em 2000 ter revelado que para cada 100 mulheres havia 96,93 homens, o sexo feminino ainda é minoria na política brasileira.

Nas eleições deste ano, as mulheres representam 12% dos candidatos aos governos estaduais, 16% ao Senado, 12% à Câmara e 14% às Assembléias Legislativas.

Nove estados não apresentaram candidatas ao governo

Aprenda a investir na bolsa

Os estados com a menor participação feminina, em termos percentuais, são Paraíba (7,71%) e Goiás (9,04%). Por outro lado, os estados de Tocantins (19,08%) e Acre (18,99%), além do Distrito Federal (20,29%), são os que registram os maiores contingentes de candidatas.

Os estados de Amazonas, Amapá, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina e Sergipe não apresentaram candidatas aos respectivos governos. Já no Distrito Federal, três homens e três mulheres concorrem ao governo.

Para o cargo de senador, Alagoas, Bahia, Goiás, Paraíba e Rondônia não têm candidatas. Já os estados de Amapá, Mato Grosso e Rio Grande do Sul se destacam neste quesito com os maiores percentuais de mulheres concorrendo ao Senado: 44,44%, 37,5% e 30%, respectivamente.