Perspectivas

Eleição no Congresso, Fomc e mais 4 eventos colocarão “fogo” no mercado na próxima semana

Em semana com agenda recheada de eventos, a quarta-feira será de destaque com decisão do Fomc, PMI na China, eleição no Senado e dados de emprego nos EUA 

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Mais uma vez a semana termina com o Ibovespa no positivo, em um cenário ainda tranquilo no ambiente doméstico e com os investidores tentando entender qual o rumo do governo de Donald Trump nos Estados Unidos. Mas tudo promete mudar nos próximos dias e fevereiro chega trazendo promessa de grande volatilidade no mercado com uma série de indicadores no Brasil e no exterior.

O principal dia da semana será a quarta-feira (1), que tem quatro grandes eventos agendados, incluindo a reunião do Fomc. A expectativa é de manutenção dos juros, mas com maiores sinalizações sobre os efeitos de Trump na economia, o que deve levar a um comunicado mais “hawkish”. Na mesma data ainda serão apresentados os dados do ADP de empregos no setor privado, além do PMI da China (que será apresentado mesmo com os mercados fechados) e da eleição no Senado.

Para Jason Vieira, economista-chefe da Infinity Asset, apesar de uma agenda recheada na quarta, a semana inteira contará com dados importantes. Segundo ele, é importante ficar de olho nos dados de inflação no Brasil, como o IGP-M, que devem ajudar a entender melhor o movimento recente de queda da inflação. Além disso, ele destaca os dados de produção industrial.

PUBLICIDADE

No exterior, a semana ainda terá os mercados chineses fechados por conta do Ano Novo local, mas mesmo assim os dados econômicos serão apresentados normalmente nos próximos dias. Para completar, a sexta-feira contará com Relatório de Emprego nos EUA, que segundo Jason Vieira deve perder um pouco de força por ser apresentado logo após a decisão da taxa de juros.

Confira os principais eventos da próxima semana (para conferir a agenda completa, clique aqui):

Pnad Continua
Na terça-feira (31), às 9h, será divulgado os dados de desemprego da Pnad Continua. Segundo a equipe de analistas da Rosenberg Associados, a sazonalidade favorável do final do ano impede altas mais expressivas da taxa de desocupação, que deve ficar no trimestre encerrado em dezembro no mesmo patamar do trimestre encerrado em novembro.

ADP e Relatório de Emprego
Dois dados importantes de emprego serão apresentados nos Estados Unidos. Na quarta-feira (1), às 11h15, será divulgado o ADP Employment, que mostra as criações de vagas no setor privados. As projeções da equipe da LCA Consultores apontam para um aumento de 153 mil para 175 mil. Já na sexta-feira (3) será a vez do Relatório de Emprego, que deve mostrar uma alta de 156 mil para 163 mil no número de vagas criadas, enquanto a taxa de desemprego deve se manter em 4,7%.

Eleições no Senado e na Câmara
Dois eventos importantes acontecem no Congresso na volta do recesso. O primeiro, na quarta-feira (1) será a eleição para presidente do Senado, em que Eunício Oliveira (PMDB-CE) é o grande favorito. No dia seguinte será a vez da Câmara dos Deputados, que tem o atual presidente, Rodrigo Maia (DEM-RJ) ganhando força para vencer a disputa. Para Jason Vieira, os dois eventos são muito importantes, mas o mercado não vê chance de grandes surpresas, o que deve levar a um menor impacto no mercado.

Decisão do Fomc
Mesmo em uma semana recheada, a decisão do Fomc segue como o evento mais importante. A expectativa é que a autoridade americana mantenha os juros, mas esta reunião deve ser marcada pelas primeiras sinalizações do Federal Reserve sobre os efeito de Donald Trump no poder. Para Vieira, este será um comunicado que precisará olhado com mais atenção, já que serão os detalhes que ganharão destaque. Segundo ele, os integrantes da autoridade deverão comentar sobre o efeito inflacionário das medidas do novo presidente, além dos impactos na indústria, o que deverá levar um tom muito mais “hawkish” para a decisão, que deve manter a projeção de pelo menos três altas de juros este ano.

PUBLICIDADE

Dados na China
Neste fim de semana começam as comemorações do ano novo chinês, que só se encerram na próxima quinta-feira (2), deixando as bolsas fechadas na região. Mesmo assim, os indicadores econômicos serão divulgados normalmente, com destaques para os tradicionais PMIs da indústria e de serviços, ambos com grande impacto sobre empresas de commodities, como a Vale e siderúrgicas.

Europa
A Europa também terá uma semana bastante agitada. Na terça-feira (31), às 8h, serão apresentados os dados de desemprego, PIB (Produto Interno Bruto) e inflação da Zona do Euro. Além disso, os próximos dias também contarão com as divulgações dos PMIs da indústria e serviços, enquanto na quinta-feira (2) tem a reunião do Bank of England, que deverá manter a taxa de juros da região em 0,3%.