Não está isolado

“É um desserviço para o país falar que o Levy está desgastado”, diz Dilma

Segundo a presidente, Levy não está isolado; ela ainda falou que cortes significativos foram feitos, mas os programas sociais não serão cortados

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – “É um desserviço para o País falar que o Levy está desgastado, o que não é verdade. Mas, somos um governo que debate”, afirmou a presidente Dilma Rousseff em coletiva para repórteres em Brasília, afirmando que o ministro da Fazenda não está isolado. 

Segundo a presidente, cortes significativos foram feitos, mas os programas sociais não serão cortados. Ela assumiu que o objetivo é superar esse momento de dificuldades e que a reforma administrativa é crucial. “Efeito da reforma administrativa é melhorar a gestão”, afirmou.

“Queremos resolver o problema do déficit”, afirmou, mas destacando que não há erro no cálculo. Segundo ela, não há erros no cálculo do déficit, apesar das contestações de que o rombo no Orçamento pode ser ainda maior, ressaltando que o governo está sendo transparente.  “Estamos sendo transparentes e mostrando claramente que há um problema”.

Aprenda a investir na bolsa

Dilma afirmou que o governo não se eximirá das responsabilidades e que agora o “problema está claro, a responsabilidade é de todos”.  

A presidente afirmou que não gosta da CPMF (Contribuição Provisória de Mercadoria Financeira) e que “não afasta nem acrescenta CPMF”, mas destacou que precisamos de mecanismo para cobrir o déficit. 

Sobre a inflação, Dilma afirmou que a tendência é que ela caia bastante nos próximos meses e que as receitas tendem a se recuperar junto com o País. “Teremos recuperação no futuro”, afirmou. 

Uber
A presidente ainda falou sobre o Uber, aplicativo de transporte individual que gerou protestos de taxistas no país. “É uma polêmica. Eu acho que [o Uber] é complexo porque tira emprego de muitas pessoas. Depende de regulamentação de cada estado porque não é a União que decide isso. Ele tira taxista do emprego. Acho que tem que ter posição ponderada”, afirmou. 

Ela citou ainda os impactos da tecnologia nas profissões, destacando o exemplo de seu avô. “A tecnologia sempre produziu isso no mundo. Meu avô era seleiro, você imagina o que aconteceu com emprego dele quando apareceram os carros. A vida é assim” .