Presidente afastada

Dilma quer seguir com o interrogatório de senadores, mesmo que dure até a madrugada

No Plenário, o ministro do STF Ricardo Lewandowski, que comanda os trabalhos na fase final do impeachment, faz as contas: para ele, a fase de interrogatório se encerrará por volta das 23h (horário de Brasília)

SÃO PAULO – Os aliados da presidente Dilma Rousseff sugeriram à petista, no intervalo do almoço que sua defesa negociasse um horário para encerrar os trabalhos hoje para que fossem retomados amanhã, ressalta o jornal O Estado de S. Paulo. Contudo, Dilma afirmou que queria seguir direto com o interrogatório, mesmo que dure até a madrugada. 

No Plenário, o ministro do STF Ricardo Lewandowski, que comanda os trabalhos na fase final do impeachment, faz as contas: para ele, a fase de interrogatório se encerrará por volta das 23h (horário de Brasília).