Segundo Estadão

Dilma elabora carta de compromissos com “guinada à esquerda” caso consiga reverter impeachment

A carta, informa o jornal, não tem título nem data para ser entregue, e é uma reivindicação dos movimentos sociais e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, a presidente afastada Dilma Rousseff prepara uma carta estabelecendo compromissos para o “novo governo” caso consiga reverter o processo de impeachment no Senado. O documento será entregue às frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular, que fazem manifestações contra Michel Temer, e indicará uma guinada à esquerda. 

A carta, informa o jornal, não tem título nem data para ser entregue, e é uma reivindicação dos movimentos sociais e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os pontos cobrados pelos movimentos sociais são: política econômica com foco no crescimento econômico, manutenção dos programas sociais e geração de empregos, compromisso com a reforma política e ministério formado por notáveis e representantes de movimentos que lutaram contra o impeachment. 

O objetivo de Dilma com a carta seria de quebrar resistências de setores da esquerda que defendem a realização de novas eleições, ou por terem desconfiança da capacidade da presidente afastada em criar condições mínimas de governabilidade ou porque têm ressentimentos em relação às escolhas dela no início do segundo governo, com o que foi classificado como uma “guinada à direita”.

Aprenda a investir na bolsa

Contudo, vale ressaltar que ontem, em entrevista à TV Brasil, Dilma defendeu uma consulta popular caso o Senado não decida pelo seu impedimento. Ela disse que é a população que tem que dizer se quer a continuidade de seu governo ou a realização de novas eleições. “O pacto que vinha desde a Constituição de 1988 foi rompido e não acredito que se recomponha esse pacto dentro de gabinete. Acredito que a população seja consultada”, disse.