Dez ex-governadores concorrerão ao Senado nestas eleições

Já alguns senadores fazem o caminho oposto e concorrem ao governo de seus estados, como Aloizio Mercadante

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, dez candidatos que até o início deste ano governavam seus estados deixarão seus cargos para concorrer a uma cadeira no Senado. O mais famoso deles é Aécio Neves (PSDB – MG), antes cotado para ocupar a posição de vice na chapa do candidato à presidência, José Serra, mas que deixou clara sua preferência pelo Plenário.

Também concorrerão às eleições de 3 de outubro, que renovará dois terços da Casa, elegendo 54 candidatos, os ex-governadores Eduardo Braga (AM), Waldez Goes (AP), Blairo Maggi (MT), Wellington Dias (PI), Vilma Faria (RN), Ivo Cassol (RO) e Roberto Requião (PR). Cássio Cunha Lima (PB) e Marcelo Miranda (TO), que foram cassados antes de completarem seus mandatos, completam a lista.

Na contramão
Alguns senadores fazem o caminho oposto e concorrem ao governo de seus estados. É o caso, por exemplo, de Aloizio Mercadante (PT-SP), do mineiro Hélio Costa e da catarinense Ideli Salvatti (PT).