Enquete InfoMoney

Descrença política é a principal insatisfação dos leitores do InfoMoney

Dos 7.283 participantes da pesquisa, 24,8% deles escolheram essa alternativa; veto à PEC 37, que foi revogada ontem, ficou em 2º lugar com, 20,16% dos votos

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – As últimas semanas representaram um ponto de inflexão bastante importante para o Brasil, em meio às reivindicações para a revogação do aumento de tarifa de ônibus de R$ 3,20 em São Paulo, que tomaram proporções enormes e se espalharam por todo o País, sobre o signo de que o gigante brasileiro finalmente acordou. 

Além das tarifas de ônibus, as reivindicações também se estenderam para outras demandas, o que se mostrou como uma das forças do movimento. Dentre elas, estiveram os protestos pela melhoria da qualidade dos gastos públicos, diminuição da corrupção. Desde então, os governos, tanto da esfera federal, quanto estadual e municipal vêm buscando atender às reivindicações que vieram das ruas. Na semana passada, diversos municípios, com destaque para São Paulo e o Rio de Janeiro, reduziram as passagens de ônibus, com o governo avaliando ainda projetos para baratear a passagem para este tipo de transporte em todo o País. 

A pressão se estendeu em outras esferas, com os governadores do Paraná e de São Paulo sinalizando o cancelamento dos reajustes tarifários para, respectivamente, o setor elétrico e de pedágios. Além disso, como forma a responder às manifestações que se estenderam pelo País inteiro, a presidente Dilma Rousseff fez dois pronunciamentos entre a noite de sexta-feira e o início desta semana, prometendo reforma política para aumentar a participação popular, além de anunciar medidas para o transporte público, saúde e educação. O ponto alto se deu na última segunda-feira, quando a presidente propôs 5 pactos por responsabilidade fiscal, reforma política, saúde, transporte e educação aos 27 governadores e 26 prefeitos de capitais, o que gerou ainda mais debates entre a população.

Aprenda a investir na bolsa

Descrença total no sistema político
Em meio a todas essas movimentações do governo para atender a voz das ruas, o InfoMoney quis saber: por qual causa você está lutando? A enquete realizada pelo portal foi iniciada na última sexta-feira (21) junto aos leitores do site, de forma a saber quais são as principais mudanças que vocês, leitores, querem para o País.

Neste período, 7.283 pessoas responderam a nossa enquete e apontaram para a principal causa que estão lutando dentre as dez opções colocadas pelo Portal. Com 24,8% dos votos (1.806), os leitores apontaram que estão reivindicando em meio à descrença total com o sistema político brasileiro. 

Em segundo lugar, 20% dos participantes apontaram que lutam contra a aprovação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) 37, que dá poder exclusivo à polícia para a realização de investigações criminais, tirando esta competência do Ministério Público. Por sinal, após pressão popular, a PEC 37 foi derrubada no Congresso na noite da véspera, por 430 votos a 9 e duas abstenções, traduzindo em uma resposta clara à pressão das ruas. 

Logo atrás, os leitores intencionam por uma lei que torne crime hediondo a corrupção, com 17% dos votos (1.240), seguidos por aqueles que pedem por mais mais investimentos em áreas básicas do País, como saúde, educação e cultura, com 12% dos votos.

A reforma tributária foi citada por 11% dos participantes, enquanto a saída do senador Renan Calheiros ficou com 4% dos votos. A investigação dos gastos do ministério público e o fim do foro privilegiado são citados por 3% dos leitores, seguidas pelas melhorias nos transportes públicos e a implementação da Lei da Ficha Limpa, com 2% dos votos. 

Confira o resultado da enquete:

ReivindicaçõesVotosPorcentagem
Descrença total com o sistema político brasileiro1.80624,80%
Contra a aprovação da PEC 37 (revogada ontem)1.46820,16%
Uma lei que torne corrupção em crime hediondo1.24017,03%
Mais investimentos em áreas básicas do País, como saúde, educação e cultura90412,41%
Reforma tributária82011,26%
Saída imediata de Renan Calheiros da presidência do Congresso Nacional2994,11%
Investigação da Polícia Federal e do
Ministério Público Federal sobre gastos da Copa do Mundo
2443,35%
Fim do Foro Privilegiado2373,25%
Melhoria do transporte público1562,14%
Implementação da Ficha Limpa1091,50%
Total7.283100,0%

PUBLICIDADE