Em meio à delação

Delfim Netto defende que governo Temer peça extradição de Joesley Batista

O ex-ministro diz ainda que, para os crimes cometidos por Joesley, "só cadeia resolve" e "não pode ser resolvido com o pagamento de multas

SÃO PAULO – Amigo do presidente Michel Temer, o ex-ministro da Fazenda Delfim Netto defendeu que o Brasil peça a extradição de Joesley Batista. “Ele produziu um terremoto e um prejuízo gigantesco à economia. Precisa ser extraditado para responder por seus crimes”, afirmou, segundo informações da coluna Painel, da Folha de S. Paulo. 

O ex-ministro diz ainda que, para os crimes cometidos por Joesley, “só cadeia resolve” e “não pode ser resolvido com o pagamento de multas.”

Conforme informa a coluna, a fala faz eco ao que defendem aliados de Temer no governo. A ofensiva sobre Joesley manteria o peemedebista na “briga” com um réu confesso.

PUBLICIDADE