Segundo jornal

Defesa de Lula vê ligação suspeita entre Lava Jato e EUA

A colocação do advogado do ex-presidente refere-se ao depoimento prestado por um ex-executivo da Camargo Corrêa, que chegou a dizer que foi procurado pelo Departamento de Justiça americano através de representantes da operação

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A desfesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva suspeita que a força-tarefa da Operação Lava Jato colabore em caráter informal com o governo dos Estados Unidos. As informações são da edição desta quarta-feira (23) do jornal Folha de S. Paulo, que conversou com o advogado do petista, Cristiano Zanin.

“A revelação feita em audiência de que o Ministério Público Federal estaria trabalhando junto com autoridades americanas parece não estar de acordo com o tratado que o Brasil firmou em 2001 com os EUA que coloca o Ministério da Justiça como autoridade central para tratar esse tipo de questão”, afirmou o advogado, que reiterou não ter havido nenhuma formalização de tal procedimento nos processos que a defesa do ex-presidente teve conhecimento.

Em nota, o MPF afirmou que o assunto é sigiloso e não se manifestaria.

Aprenda a investir na bolsa

A colocação de Zanin refere-se ao depoimento prestado pelo ex-executivo da Camargo Corrêa Eduardo Leite, que chegou a dizer que foi procurado pelo Departamento de Justiça americano através de representantes da operação, mas voltou atrás depois da reação que tiveram o procurador Diogo Castor de Mattos e o juiz Sergio Moro.