Copa: Dilma garante que compromissos assumidos com a Fifa serão cumpridos

Ministro do Esporte diz que o governo está empenhado em cumprir com as garantias e compromisso firmados com a Fifa

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A presidente Dilma Roussef garantiu que os compromissos assumidos pelo Brasil com a Fifa (Federação Internacional de Futebol) para a realização da Copa do Mundo no País serão cumpridos, afirmou o presidente da entidade Joseph Blatter, nesta sexta- feira (16).

Segundo a Agência Brasil, Blatter fez a declaração após se reunir com a presidente no Palácio do Planalto.

“Dilma assegurou que todas as garantias para a Copa do Mundo serão entregues para a Fifa”, disse Blatter.

Aprenda a investir na bolsa

Compromisso com a Fifa
O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, que também participou da reunião, informou que o governo está empenhado em cumprir com os compromissos para que o evento se transforme em um êxito.

Na última quinta-feira (15), o deputado Vicente Cândido (PT-SP), relator do projeto sobre a Lei Geral da Copa, informou que irá manter em seu parecer a liberação da venda de bebidas alcoólicas nos estádios durante a Copa do Mundo de 2014, ao contrário da informação divulgada na última quarta-feira (14), de que os líderes dos partidos na Câmara iriam manter a proibição prevista no Estatuto do Torcedor.

A mudança no relatório se deu após uma informação que o deputado recebeu na última quarta, em reunião na Casa Civil, de que a permissão para a venda de bebidas alcoólicas durante os jogos da Copa não fazia parte dos compromissos que o governo assumiu com a Fifa para realização do mundial.

O deputado informou que se equivocou e entendeu que a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e a ministra de Relações Institucionais, Idelli Salvatti, disseram que não havia esse compromisso do governo com a Fifa.

Reunião com a Dilma
A reunião de Blatter com Dilma aconteceu devido ao mal-estar provocado por declarações do negociador da Fifa no Brasil, Jérôme Valcke, que foram consideradas ofensivas pelo governo.

O dirigente da Fifa não deixou claro se Valcke continuará como interlocutor da entidade no Brasil. “Jérôme continua trabalhando para a Fifa, o problema entre Jérôme Valcke e o Brasil é um problema que pertence ao presidente da Fifa e que o presidente da Fifa tem que solucionar. Vocês podem dar um tempo para ele solucionar o problema?”, informou Blatter.

PUBLICIDADE