Agora no PDT

Ciro Gomes diz que “Cunha é o maior vagabundo de todos”; veja vídeo

Político voltou a causar polêmica na última quarta-feira em sua primeira entrevista após se filiar ao PDT, em Brasília; ele também atacou a falta de projeto do governo, chamando-o de Organizações Tabajara

SÃO PAULO – O ex-ministro e ex-governador do Ceará, Ciro Gomes voltou a causar polêmica na última quarta-feira (16) em sua primeira entrevista após se filiar ao PDT, em Brasília. 

Ciro, um dos fundadores do Pros, fez críticas aos partidos que aderiram ao movimento pró-impeachment em curso na Câmara dos Deputados e chamou o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de “o maior vagabundo de todos”. Em  17 de agosto, Ciro já havia chamado o peemedebista de “pilantra de 5ª categoria”.

Ciro ainda afirmou que o presidente da Casa representa “uma maioria de corruptos”, e lamentou que a prerrogativa de abrir processo de impeachment seja do presidente da Câmara. “Só que nós vamos enfrentá-los. A presidente [Dilma Rousseff] padece, sendo uma pessoa séria, de dois problemas graves: uma equipe muito ruim e uma falta absoluta de projeto”, afirmou, apelidando o governo de “organizações Tabajara”.

PUBLICIDADE

Vale ressaltar que, ontem, o seu irmão Cid Gomes foi condenado a pagar R$ 50 mil de danos morais a Eduardo Cunha por indenização em relação a episódio ocorrido em fevereiro de 2015, quando o ex-ministro acusou Cunha de achaque. Gomes afirmou que “preferia ser mal-educado a ser acusado de achaque”.

Veja o vídeo: