Cidade de Kyoto deve sediar reunião ministerial do G8 no próximo ano

Encontro visa implantar medidas do Protocolo de Kyoto para minimizar a emissão de gases nocivos ao meio ambiente

SÃO PAULO – O governo japonês anunciou nesta sexta-feira (11) que a cidade de Kyoto foi a escolhida para receber, no próximo ano, ministros das relações exteriores dos países que integram o Grupo dos Oito (G8).

O objetivo do encontro é o apoio que o país busca dos países mais desenvolvidos do mundo para implantar uma nova formação internacional, com objetivo de cessar o problema da emissão de gases danosos à saúde humana.

O porta-voz do governo, Yasuhisa Shiozaki, disse também que os ministros do meio ambiente do G8 devem se reunir em Kobe e nomear ministros em Niigata.

Conferência Internacional de Desenvolvimento Africano

PUBLICIDADE

No Japão, a cidade de Yokohama deve sediar a Conferência Internacional de Desenvolvimento Africano. Esta é a primeira vez, desde a primeira edição do encontro, em 1993, que a conferência acontece fora da capital japonesa Tóquio.

O primeiro-ministro japonês Shinzo Abe disse que a reunião dos ministros do G8 deve acontecer no resort Lake Toya hot-spring.

A cidade de Shiozaki, na China, também deve sediar uma reunião entre os líderes do G8 e os 20 países que mais emitem gases nocivos ao meio ambiente.