Boletim médico

Bolsonaro não passará por cirurgia para tratar obstrução intestinal

Presidente foi internado na madrugada de segunda-feira após sentir um “desconforto abdominal”

Por  Equipe InfoMoney

O presidente Jair Bolsonaro não passará por uma cirurgia para corrigir a obstrução intestinal que o levou a ser internado na segunda-feira (3). A informação foi confirmada em boletim médico divulgado pelo hospital Vila Nova Star na manhã desta terça-feira (4).

Segundo o comunicado, o médico-cirurgião Antônio Luiz Macedo, que operou Bolsonaro após a facada na campanha eleitoral de 2018, afirmou que a evolução clínica e laboratorialmente do presidente segue “satisfatória” e que será iniciada hoje uma dieta líquida. Ainda não há previsão de alta.

Bolsonaro foi internado no Hospital Vila Nova Star na madrugada da última segunda-feira após sentir um “desconforto abdominal”, segundo informado em nota pela Presidência da República.

De acordo com o hospital, o presidente foi diagnosticado com uma obstrução intestinal.

O presidente já ficou quatro dias internado no Vila Nova Star em julho de 2021 devido a uma obstrução intestinal, mas não houve necessidade de cirurgia naquela ocasião. Bolsonaro foi submetido a quatro operações desde a facada de 2018, a última delas em setembro de 2019.

O mandatário passou sua folga de fim de ano em São Francisco do Sul, no litoral catarinense, e foi criticado por não ter interrompido o recesso em função das chuvas que mataram pelo menos 25 pessoas na Bahia.

(Com Ansa)

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe