Avaliação

“Bolsonaro não estava presente de corpo, mas estava de alma”, diz professor do Insper sobre debate

Para Carlos Melo, o deputado fez parte do pensamento de todos os candidatos ao fazerem suas perguntas e respostas no debate desta quarta

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Apesar de não estar presente fisicamente no debate realizado pela Folha de S. Paulo, UOL e SBT nesta quarta-feira (25), o candidato Jair Bolsonaro (PSL) esteve o tempo todo impactando o andamento e a fala de todos os outros presentes no encontro, segundo avaliação do professor do Insper, Carlos Melo, em entrevista ao UOL.

“[Os candidatos] não mencionaram o nome de Jair Bolsonaro, mas não tiraram ele da cabeça em momento nenhum”, afirmou o cientista político. Segundo ele, o que se viu foi uma estratégia em que os presidenciáveis presentes tentavam se utilizar do chamado voto útil, “um voto contra o PT”.

“Alvaro Dias fez isso, Ciro Gomes fez isso, Geraldo Alckmin fez isso, todos de alguma forma foram pra cima do PT, o Alvaro Dias inclusive fez acusações bastante fortes no sentido de se mostrar como o mais antipetista. Ora, esse é o público do Bolsonaro”, avaliou Melo. “Ele não esteve presente de corpo, mas esteve de alma”.

Aprenda a investir na bolsa

Ele avalia que a estratégia agora dos candidatos é de questionar as pesquisas. “Não a fotografia, porque ela esta correta, mas a dinâmica tentando mostrar que é possível, de alguma forma, mudar o que as pesquisas estão mostrando”, afirmou.

Melo diz que agora os candidatos tentarão mostrar que os dois que estão melhor posicionados nos levantamentos, Bolsonaro e Fernando Haddad (PT), não vão chegar até o final, que haverá uma reversão do cenário até o primeiro turno. “Todos vão apostar no voto útil e virada de última hora”, concluiu ele ao UOL.

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!