Análise

Bolsonaro enfrenta novas resistências e perde votos entre eleitores mais fiéis

Comparando a primeira pesquisa XP/Ipespe com a última, o deputado perdeu fôlego em uma parcela de eleitores mais jovens, de maior renda e nível de escolaridade

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Apesar de manter a dianteira da corrida eleitoral nas simulações em que a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não é considerada, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) perdeu terreno em algumas das faixas de eleitores mais identificadas com sua candidatura. É o que mostram os dados detalhados abertos da última pesquisa realizada pelo Ipespe (Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas) entre 11 e 13 de junho, a quarta encomendada pela XP Investimentos em cinco semanas.

Quer saber mais sobre o cenário político e como se aproveitar dele? Conheça o Mapa Político

Comparando a primeira com a última pesquisa, o parlamentar perdeu fôlego em uma parcela de eleitores mais jovens, de maior renda e nível de escolaridade. Oscilações para baixo dentro da margem de erro (3,2 pontos percentuais) foram observadas entre eleitores das regiões Sudeste e Centro-Oeste, bem como entre eleitores de municípios de algo entre 50 mil a 200 mil habitantes e de 200 mil a 500 mil habitantes.

Aprenda a investir na bolsa

O mesmo movimento foi observado na avaliação por faixas etárias entre eleitores com 55 anos ou mais. Também houve oscilação, no limite da margem de erro, entre eleitores com escolaridade entre a 5ª e a 8ª séries do Ensino Fundamental. Em distintas faixas de renda oscilações foram observadas da mesma forma (veja os detalhes na tabela ao final desta matéria).

O desempenho de Bolsonaro na última pesquisa XP/Ipespe salientou as dificuldades do deputado em superar as resistências hoje localizadas na faixa dos 20/25% das intenções de voto. Embora lidere com alguma folga a corrida presidencial, o parlamentar não tem colhido frutos de esforços para conquistar apoio de outras faixas de eleitores fora da extrema-direita. Mais do que isso, de acordo com este levantamento, houve alguma perda de uma fatia que declarava apoio a ele em pesquisas anteriores. Leia análise completa clicando aqui.

Segundo a pesquisa XP/Ipespe, Bolsonaro agora tem entre 19% e 22% do total de intenções de voto, dependendo da situação avaliada. Em todos os casos, o pré-candidato pelo PSL teve oscilação para baixo de 1 ponto percentual em comparação com a semana anterior, movimento dentro da margem de erro de até 3,2 pontos percentuais para cima ou para baixo. O desempenho não freou a tendência de queda observada desde a máxima atingida por Bolsonaro no terceiro levantamento da série, de até 26%, entre 21 e 23 de maio.

Os dados detalhados da última pesquisa, porém, não dão apenas más notícias ao deputado. Segundo o levantamento, o apoio a Bolsonaro cresceu entre os eleitores com nível de escolaridade mais baixo, até a 4ª série do Ensino Fundamental. O ex-capitão do Exército também viu seu desempenho oscilar para cima, dentro da margem de erro, entre eleitores das regiões Norte e Nordeste e com nível de escolaridade até o Ensino Médio. Também houve oscilação positiva entre eleitores com renda de R$ 1.908,01 a R$ 4.770,00.

“É prudente esperar novos levantamentos para ver se a tendência se mantém, mas, por enquanto, é possível ver que Bolsonaro perde mais votos entre os homens, os mais jovens, entre quem tem ensino superior completo e entre os que têm renda mais alta. Essas são as fatias do eleitorado que tinham impulsionado o crescimento do candidato no início do ano. Não é possível dizer, por esses fatores, que se trata do teto do candidato, mas importante notar que o candidato começa a enfrentar resistência nessas fatias”, observa a equipe de análise política da XP Investimentos.

Confira o desempenho de Bolsonaro pelas mais distintas estratificações [As variações que superam o limite da margem de erro da pesquisa XP/Ipespe entre a primeira pesquisa (realizada na terceira semana de maio) e a mais recente (realizada na segunda semana de junho) estão destacadas]:

 MAIO (3ª semana)MAIO (4ª semana)JUNHO (1ª semana)JUNHO (2ª semana)
REGIÃO    
Norte26%31%24%28%
Nordeste15%20%16%18%
Sudeste25%25%25%20%
Sul24%33%25%24%
Centro-Oeste23%35%22%20%
PORTE DO MUNICÍPIO    
Até 50 mil habitantes23%29%22%23%
De 50 mil a 200 mil habitantes23%29%27%19%
De 200 mil a 500 mil habitantes21%25%19%17%
Mais de 500 mil habitantes21%22%20%21%
SEXO    
Masculino30%35%33%29%
Feminino15%17%12%14%
IDADE    
De 16 a 17 anos50%21%27%20%
De 18 a 34 anos28%35%32%28%
De 35 a 54 anos19%22%20%20%
55 anos ou mais19%21%14%15%
ESCOLARIDADE    
Até 4ª série do Ensino Fundamental10%14%13%18%
Da 5ª à 8ª série22%24%18%16%
Ensino Médio21%29%29%25%
Ensino Superior30%27%17%19%
RENDA    
Até R$ 954,0012%18%14%11%
De R$ 954,01 a R$ 1.908,0023%22%23%21%
De R$ 1.908,01 a R$ 4.770,0022%32%26%25%
De R$ 4.770,01 a R$ 19.080,0033%33%21%26%
Mais de R$ 19.080,0123%30%38%22%

PUBLICIDADE

* Fonte: pesquisa XP/Ipespe (BR-07273/2018)