Em evento

Bolsonaro é resultado do ódio despejado pela Rede Globo na política, diz Lula; veja vídeo

Em seu discurso, o petista chamou atenção para a defesa da democracia, dizendo ser importante que as pessoas não se calem e não aceitem "mentiras que são contadas todo dia"

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, em evento realizado por seu instituto na segunda-feira (10), em Belo Horizonte, que o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) — um de seus possíveis adversários na corrida presidencial de 2018 e que tem sido apontado como segundo colocado nas atuais pesquisas de intenção de voto — é “resultado do ódio despejado pela Rede Globo na política”.

Em seu discurso, o petista chamou atenção para a defesa da democracia, dizendo ser importante que as pessoas não se calem e não aceitem “mentiras que são contadas todo dia”. “Eles vão ocupando espaço. Vão negando a política, os partidos, o movimento sindical, as reivindicações. Daqui a pouco a gente começa a achar normal o mundo ser assim. De repente, a gente vê começar a surgir um tipo igual Bolsonaro”, disse.

“Ele não é resultado de mérito algum. Ele é resultado do ódio despejado pela Rede Globo na política desse país”, afirmou. Durante sua fala, Lula voltou a falar que se retornar ao comando do país será para fazer “mais e melhor”. O petista afirmou que poderia ter feito mais, sobretudo no que diz respeito aos meios de comunicação, em uma insinuação de iniciativas no sentido da regulamentação da mídia no Brasil, sob a alegação do elevado nível de concentração existente no mercado.

Aprenda a investir na bolsa

O ex-presidente também aproveitou a oportunidade para defender novamente a convocação de eleições diretas, afirmando que, após articular o impeachment, será o presidente Michel Temer o próximo derrubado. “Eles deram um golpe e agora vão dar um golpe na barba dele, a turma dele”, disse. O evento, que marcou o lançamento da segunda etapa do Memorial da Democracia, foi realizado no teatro do Palácio das Artes, no centro de Belo Horizonte, e lotou os 1.700 assentos do recinto.