Política

Após “piada”, Renan diz que pedirá desculpas a Dunga por ter comparado o governo Temer com a seleção

Segundo coluna da Folha, o senador alagoano tem dito a aliados que o presidente convida parlamentares a um "suicídio político" ao pedir que aprovem o projeto de reforma da Previdência defendido pelo governo 

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), segue ferrenho em suas críticas ao governo de Michel Temer. Depois de comparar o governo à seleção de Dunga, o senador disse a um aliado na noite de terça-feira (4) que pretende escrever uma carta a Dunga pedindo desculpas por ter comparado o governo ao time escalado pelo ex-técnico da seleção (veja o vídeo ao final da matéria), segundo coluna Painel, da Folha de S. Paulo. 

De acordo com a publicação, Renan tem dito a aliados que o presidente convida parlamentares a um “suicídio político” ao pedir que aprovem o projeto de reforma da Previdência defendido pelo governo. 

Desde as últimas semanas (veja aqui), o senador tem feito críticas públicas ao governo. Neste final de semana, por exemplo, Renan disse que a gestão do peemedebista no Planalto é “errática” e acrescentou que “quem não ouve, erra sozinho”.

Aprenda a investir na bolsa

Para um ministro próximo do presidente, Renan está em busca de um pretexto para romper com o governo, mas eles não vão cair nessa armadilha. “Não vamos brigar com ele”, disse o ministro ao blog de Gerson Camarotti, do G1, na terça-feira. No último sábado, a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, informou que, diante das críticas do senador ao governo, Temer decidiu romper com Renan. Segundo a publicação, o presidente afirmou a aliados na quinta-feira passada que, se o senador alagoano buscava o rompimento, conseguiu (veja aqui).  

Confira abaixo o vídeo no qual Renan compara o governo com a “seleção de Dunga”: