Eleições

Antes do debate, Dilma Rousseff dispara: Aécio tem que aprender a respeitar as mulheres

A presidente respondeu à fala de que Aécio irá processá-la por conta de um anúncio de TV em que ela fala que o candidato desrespeitaria as mulheres; ela também falou sobre as perspectivas para o debate

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Em entrevista realizada antes do debate, que será realizado na noite deste domingo pela Rede Record, a presidente Dilma Rousseff (PT) respondeu sobre a fala de seu adversário Aécio Neves (PSDB) ter decidido processá-la por conta de um anúncio na TV em que a campanha petista insinua que o tucano desrespeita as mulheres.

Ela respondeu dizendo que o comportamento não foi só com ela. “Foi comigo, da mesma coisa que acusou a candidata, no primeiro turno, Luciana Genro, ele fez comigo do mesmo jeito. Ele fez a mesma acusação grave para uma mulher, chamou a nós duas de levianas. Disso que ele quer nos processar, então que processe a si mesmo. Tem de de aprender a respeitar as mulheres. Nós não fazemos isso, não temos esse comportamento”.

No anúncio, Dilma exibe cenas de um debate de primeiro turno em que Aécio chama a adversária do PSOL de leviana e outro em que usou o mesmo termo para falar da presidente. Dilma afirmou ainda que Aécio tem “de aprender a respeitar as mulheres”. “Com mulher não pode ser assim”, disse.

PUBLICIDADE

O PT vem tentando passar a imagem de que Aécio está criticando a presidente Dilma porque ela é mulher. Além da propaganda na TV, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva abordou o assunto em um comício em Manaus. “Quando vejo um homem na televisão ser ignorante com uma mulher, como ele tem sido com a Dilma nos debates, eu fico pensando que se esse cidadão é capaz de gritar com uma presidenta, fico imaginando quando ele encontrar um pobre, é capaz de pisar”, disse na última quinta-feira.

Debate
Em relação ao debate, Dilma afirmou que é melhor que não haja baixaria, mas destacou:  “a gente sempre diz, quando um não quer dois não brigam. Agora, é impossível ouvir agressões, preconceitos e desrespeitos sem responder, principalmente num quadro eleitoral. Seria muito importante que a gente discutisse e debatesse. Que mostrasse o que cada um quer, o que pensa, o que pode apresentar. Porque se apresentam várias coisas, propostas, experiências de governo, retrospectiva, biografia, cada um apresenta isso ao eleitor, é obrigação nossa de um processo de entrevista e debate”.

O debate da última quinta-feira, no SBT, foi marcado pelo tom agressivo pelo qual os dois adversários se trataram. No final, Dilma passou mal enquanto dava uma entrevista à emissora.

(Com Agência Estado)

. Foi comigo, da mesma coisa que acusou a candidata, no primeiro turno, Luciana Genro, ele fez comigo do mesmo jeito. Ele fez a mesma acusação grave para uma mulher, chamou a nós duas de levianas. Disso que ele quer nos processar, então que processe a si mesmo. Tem de de aprender a respeitar as mulheres. Nós não fazemos isso, não temos esse comportamento.