After Hours

ADRs da Petrobras caem 3% após Ibope mostrar vitória de Dilma no 1º turno

Mercado esperava que a presidente Dilma fosse perder espaço nas pesquisas, mas resultado mostrou que a atual presidente tem 43% das intenções de voto

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após o fechamento do mercado desta quinta-feira (20) foi divulgada uma pesquisa Ibope sobre as eleições presidenciais, fato que era amplamente aguardado pelo mercado. Porém, diferente da expectativa dos investidores, que se preparavam para ver a presidente Dilma Rousseff perdendo espaço na liderança das intenções de voto, a pesquisa mostrou que ela seria reeleita ainda no primeiro turno. Com isso, os ADRs da Petrobras (PETR3; PETR4), que subiram forte nos últimos dias diante dessas expectativas, registram forte queda na bolsa norte-americana.

Após subirem 6,15% neste pregão, os ativos PBR, que representam as ações ordinárias da petrolífera, têm queda de 3,37% no after hours da NYSE e atingem o valor de US$ 11,18. Enquanto isso, os papéis PBR-A, que representam os ativos preferenciais da companhia, atingem perdas de 3,09%, a US$ 11,60, enquanto durante o pregão, esses ADRs subiram 5,37%.

Segundo a pesquisa, divulgada no O Estado de S. Paulo, Dilma Rousseff está com 43% das intenções de voto, enquanto Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos PSB registram 15% e 7%, respectivamente. O resultado mostra pouca diferença em relação à pesquisa de novembro de 2013, quando Dilma tinha os mesmos 43%, contra 14% de Aécio e 7% de Campos.

Aprenda a investir na bolsa

Com os rumores da pesquisa ganhando força no início da semana, as ações da Petrobras passaram a subir forte. Em quatro dias, os papéis ordinários acumulam ganhos de 10,99% e são cotados a R$ 13,43, enquanto os preferenciais avançaram 9,47%, a R$ 13,99, no período. Importante destacar que não são apenas os rumores da pesquisa Ibope que têm influenciado os ativos da companhia.

Segundo Henrique Kleine, analista da Magliano Corretora, mais do que a pesquisa eleitoral, estão afetando as ações o fato de que hoje a oposição pediu CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Petrobras sobre a compra da refinaria de Pasadena em 2006 pela empresa. Com isso, a visão dos investidores acaba ficando positiva, já que eles entendem que pelo menos alguma coisa está sendo feita para que a situação melhore.