Acordo com a Nigéria pode elevar o nível de negócios da Petrobras no país africano

Nigéria produz 2 milhões de barris por dia e consome até 600 mil; capacidade de refino é de 450 mil barris por dia

SÃO PAULO – Em um encontro realizado esta semana entre o governo e empresas brasileiras com representantes do governo da Nigéria, a Petrobras sinalizou a intenção de construir melhores canais de negociação com o país sul africano.

De acordo com as informações divulgadas pela Agência Brasil, a estatal quer que o Itamaraty concentre seus esforços para conseguir melhorar e tornar mais direta as negociações em relação ao petróleo que o Brasil compra da Nigéria.

País produz bastante petróleo, mas depende de derivados

Segundo os dados apresentados, a Nigéria produz mais de 2 milhões de barris de petróleo por dia e consome entre 500 e 600 mil barris refinados diariamente. Entretanto, o país só tem capacidade para refinar 450 mil barris por dia.

PUBLICIDADE

Para a diretoria da Petrobras, um eventual acordo com o governo nigeriano possibilitaria a assinatura de contratos de longo prazo, beneficiando ambos os países. Esses contratos garantiriam a venda de petróleo e a compra de derivados com preços menos dependentes das oscilações de mercado.

Petrobras detém grande interesse em novas parceiras

Existe um grande interesse por parte da Petrobras para que isso ocorra porque, a partir de 2008, três poços, dos quais a estatal conquistou o direito de exploração, devem entrar em operação naquele país. Existe também a possibilidade de que a empresa construa uma refinaria na Nigéria.

Neste caso, o grande entrave diz respeito à dificuldade de se encontrar parceiros dispostos a financiar parte do projeto, uma vez que, de acordo com a Organização Não Governamental Transparência Internacional, a Nigéria se encontra entre os 10 paises mais corruptos do mundo.